2/03/2019 3:10 pm

MIQCB contra a prisão dos integrantes dos Fóruns e Redes que lutam pelos campos livres e contra as cercas

O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu do Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins repudia veementemente a ação que levou a prisão de 5 militantes no município de Arari , integrantes do Fóruns e Redes que lutam pelos campos livres. A prisão ocorreu na última quinta, durante madrugada. Os mesmo foram enviados para Miranda, entre eles uma mulher.

O MIQCB registra integral solidariedade às pessoas presas, que na verdade são vítimas da criminalização dos Movimentos Sociais. Não podemos deixar passar em branco. A democracia foi conquistada à base de muita luta do povo desse país e deve ser reivindicada em momentos como esse em que setores conservadores reivindicam maior ação repressiva.

As quebradeiras de coco babaçu enfrentam os mesmos desafios dos integrantes dos Fóruns e Redes que lutam pelos campos livres. Na Baixada Maranhense os babaçuais estão cercados pelas cercas elétricas que impedem o acesso livre ao território. Várias denúncias já foram feitas, mas nenhuma providencia efetiva tomada. As mulheres vivenciam ameaças físicas e psicológicas. O que não impede o MIQCB de continuar na luta pelo acesso livre aos territórios e na luta pela retirada das cercas elétricas.


Como movimento social, o MIQCB continuará a fortalecer a luta e as expressões populares, principalmente aqueles que assumem uma posição mais emancipatória, que lutam pela transformação social, pelo fim da exclusão e das injustiças sociais. É inadmissível que em um Estado Democrático de Direito, uma das mais expressivas e manifestações sociais como os protestos instrumentos mais do que legítimos numa ordem dita democrática, eis que de resistência e de luta política, na medida do exercício de cidadania, seja utilizado como instrumento de criminalização dos movimentos sociais e de lideranças, bem como do próprio direito de manifestação e protesto.

O MIQCB está vigilante e será atuante em denunciar, publicizar e utilizar os recursos cabíveis contra o uso arbitrário de tipos penais contra os ativistas e manifestantes. Esses ataques colocam em xeque o direito humano a liberdade de manifestação, nos termos dos Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil, bem como visivelmente se denotava a intensificação do processo de criminalização dos movimentos sociais, com o uso arbitrário de tipos penais contra os integrantes dos movimentos sociais.

Coordenação Geral Quebradeiras de Coco Babaçu

MIQCB

marca do MIQCB

MIQCB

MOVIMENTO INTERESTADUAL DAS QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU

Rua da Palma, nº. 489 - Centro Histórico

São Luís - Maranhão

CEP: 65010-440

Contato:

Fone: (98) 3268-3357

E-mailmiqcb@miqcb.org.br


Intranet

Copyright - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por TODAYHOST