5/07/2019 4:20 pm

Representante do MIQCB eleita para as comissões gestora e do fundo rotativo do CRESOL

Ao comemorar um ano em funcionamento, o Centro de Referência Estadual em Economia Solidária (CRESOL), reuniu pequenos produtores do estado para a eleição da nova comissão gestora e para a oficina de consolidação de um fundo rotativo solidário. O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu do Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins esteve presente por meio da Cooperativa Interestadual das Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu (CIMQCB). A coordenadora da CIMQCB, a quebradeira de coco babaçu, Maria do Rosário Costa Ferreira, foi eleita para as comissões gestora e do fundo rotativo do CRESOL.

Para dona Maria do Rosário, “o momento é de fortalecer ainda mais os grupos produtivos com ações de capacitação, comunicação, trocas e finanças solidárias, contribuindo com a sustentabilidade econômica, social que incentivem a economia e proporcionem visibilidade aos pequenos produtores”. A assessora técnica da cooperativa, Flávia Azeredo”, enfatizou a importância do trabalho do Cresol para a CIMQCB e outros grupos, “o espaço fomenta o processo de cooperativismo e associativismo para o fortalecimento das cadeias produtivas no estado”.

Outro assunto bastante debatido durante o encontro foi a questão da sede em definitivo do CRESOL. Uma carta foi entregue ao atual secretário, Jowberth Frank, da Secretaria do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), sobre a necessidade do centro ter uma local fixo com estrutura adequada conforme o governo havia se comprometido antes. “Nos vamos adequar e resolver da melhor maneira possível essa questão da sede do CRESOL”, disse o secretário.

Sobre a CIMQCB:

É uma organização de grupos produtivos comunitários formados por mulheres que coletam e processam o coco babaçu no Pará, Maranhão, Tocantins e Piauí. A CIMQCB foi fundada em 2009 (registrada oficialmente em 2011) e está sediada em São Luís, no Estado de Maranhão.

Entre os produtos comercializados derivados do babaçu estão: azeite, óleo, farinha de mesocarpo, biscoito, sabonete, peças de artesanato entre outras.

Sobre o CRESOL

Além de espaço para a comercialização de produtos advindos da economia solidária entre os quais, comunidades tradicionais de quebradeiras de coco babaçu, comunidades quilombolas e agricultores (as) familiares, o Cresol também é referência em incubação de empreendimentos, oferecendo oportunidades de formação e capacitação para entidades ligadas no estado. A iniciativa destaca-se por ter seu processo de gestão compartilhada, onde todas as ações desenvolvidas contam com a participação direta do Governo do Estado e dos grupos de pequenos produtores atendidos pela instituição.

Referência internacional

A experiência do Cresol foi destaque durante a Conferência Intercontinental da ONU, que aconteceu em junho deste ano, em Genebra, na Suíça. A iniciativa foi pautada como uma referência para outros países para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030, proposta pela ONU, para ser trabalhada no período de 15 anos com vista a uma sociedade mais justa e digna para todos os povos.

Economia Solidária

Os empreendimentos de Economia Solidária atendidos pelo Cresol são organizações associativas, de cunho autogestionário, sem a relação patrão e empregado, com o foco na relação de trabalho e renda. Além disso, os empreendimentos visam o desenvolvimento local, com uso sustentável, que vai desde a matéria-prima à gestão de resíduos.

Localização do CRESOL

Rua de Nazaré, no Centro Histórico de São Luís, em uma sede provisória.

marca do MIQCB

MIQCB

MOVIMENTO INTERESTADUAL DAS QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU

Rua da Palma, nº. 489 - Centro Histórico

São Luís - Maranhão

CEP: 65010-440

Contato:

Fone: (98) 3268-3357

E-mailmiqcb@miqcb.org.br


Intranet

Copyright - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por TODAYHOST