13/06/2024 7:19 pm

MIQCB participa de evento que discute direitos de posse de terra dos Povos Afrodescendentes na América Latina e no Caribe, na Colômbia

A coordenadora geral do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu-MIQCB, Maria Alaíde e a assessora, Renata Cordeiro representaram o Movimento no evento internacional “Assegurando os direitos de posse da terra e território dos povos afrodescendentes na América Latina e no Caribe: Um caminho eficaz para a conservação e ação contra as mudanças climáticas”. As atividades acontecem nos dias 11 a 14 de julho, em Bogotá – Colômbia.

Convocado pela Rights and Resources Initiative (RRI), pelo Proceso de Comunidades Negras (PCN), pela Coordenação Nacional de Articulação de Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ) e pela Vice-Presidência da Colômbia, o evento reúne líderes Afrodescendentes, organizações da sociedade civil, ONGs e representantes do governo para formular recomendações viável com o objetivo de reduzir a lacuna de desigualdade interseccional que os Povos Afrodescendentes enfrentam e proteger seus direitos territoriais.

O Miqcb foi convidado a participar e apresentar a experiência do Fundo Babaçu como um mecanismo comunitário eficaz para fortalecer comunidades e mulheres e garantir autonomia econômica e política aos povos e comunidades tradicionais.

“Estou muito feliz em poder dialogar sobre autonomia econômica e fundos comunitários, onde compartilhei a grande conquista do Miqcb, que é o Fundo Babaçu. Uma atuação do Movimento que apoia projetos socioambientais oportunizando as quebradeiras de coco babaçu, as famílias de territórios tradicionais tenham autonomia, renda em armonia com o meio ambiente”, declarou Maria Alaídes, coordenadora do MIQCB.

Maria Alaídes se solidarizou com mulheres da Bolívia, Colômbia , Honduras que relataram ameaça de perda de sementes crioula, ameaças de falta de acesso à terra, ameaça por agrotóxico. Os relatos das mulheres foram durante as discussões da mesa sobre segurança alimentar.

Renata  Cordeiro, assessora jurídica do Miqcb, explicou que o evento foi importante porque foi um momento de articulação dos movimentos de PCT-Povos e Comunidades Tradicionais e de incidência frente a governos, filantropia  e cooperação internacional para possibilitar que estes assumam compromissos para reconhecimento de territórios, maretorios e garantia do uso e posse da terra e recursos naturais pelos PCT, sobretudo por ocasião  da Conferência sobre Biodiversidade 2024: COP 16, que ocorre este ano na Colômbia, e também na COP 29 e 30, esta última ocorrendo em 2025 , no Brasil.

“Essa discussão é pertinente, sobretudo, por ocasião da Conferência sobre Biodiversidade 2024: COP 16, que será realizado em Cali, na Colômbia, e também na COP 29 e 30, esta última ocorrendo em 2025, no Brasil”, pontuou Renata.

Estão presentes representantes dos governos dos países da América latina e Caribe, representantes da ONU, FAO, ONGs, ambientalistas e diversidade de movimentos de povos tradicionais da América Latina e Caribe.

marca do MIQCB

MIQCB

MOVIMENTO INTERESTADUAL DAS QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU

Rua da Palma, nº. 489 - Centro Histórico

São Luís - Maranhão

CEP: 65010-440

Contato:

Fone: (98) 3268-3357

E-mailmiqcb@miqcb.org.br


Intranet

Copyright - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por TODAYHOST