26/06/2024 11:52 am

MIQCB articula com o Estado do Piauí e Banco Mundial para ter o 2º Território Tradicional de Quebradeiras de Coco Babaçu do Brasil

A coordenação do MIQCB regional Piauí e a presidenta da AMTCOB e CIMQCB, receberam na tarde desta terça-feira (25), o Diretor geral do INTERPI, Rodrigo Cavalcante e equipe e o representante do Banco Mundial, Camille Bourguignon. O objetivo da visita foi estabelecer um diálogo com o território Santa Rosa, que ainda esse ano irá receber o título do segundo território de quebradeiras de coco babaçu do Brasil, o primeiro é a Vila Esperança, também no Piauí.

Para Helena Gomes, presidenta da AMTCOB e CIMQCB, esse momento reflete o trabalho que já vem se estabelecendo com a comunidade Santa Rosa. “Hoje estamos vivenciando esse diálogo com o Estado, por meio do INTERPI e com o representante do Banco Mundial, para assim definirmos o território Santa Rosa como um Território Tradicional de Quebradeiras de Coco Babaçu, é uma satisfação muito grande, além do reconhecimento do nosso trabalho, enquanto organização de quebradeiras de coco babaçu”, disse.

Já o diretor geral do INTERPI, Rodrigo Cavalcante, falou sobre os passos do trabalho realizado pela equipe no território, que consiste em identificar todas as famílias, estudar o território, entender qual é a área de abrangência do território, onde cerca de 100 famílias coletam coco babaçu. “Enquanto aqui a equipe está cadastrando, está medindo, está georreferenciando, outra parte da equipe, em Teresina, já vai estar identificando se existe alguma matrícula, se não existe, a gente vai abrir uma matrícula em nome do Estado, a gente vai efetivamente fazer a transferência para a comunidade. De um título que é coletivo, por que coletivo? Porque ele vem no nome da Associação, pertence a todos que fazem parte da Associação, e é um título inalienável, intransferível e ninguém vai se desfazer”, disse.

A coordenadora executiva do MIQCB, do regional Piauí, Marinalda Rodrigues destacou a importância da atividade ocorrer no território Santa Rosa, com representantes do Governo do Estado e do Banco Mundial. “Esse evento aqui no território Santa Rosa foi importante para que as famílias que integram o território entendam o que é um território coletivo e qual a importância da regularização de um território coletivo. E o INTERP e o Banco Mundial, estando presente aqui, só nos fortalece ainda a gente da coordenação, da comissão do MIQCB”, destacou.

No final da reunião a equipe pôde conhecer um pouco da Unidade de produção das quebradeiras de coco babaçu localizada em São José dos Órfãos, as mulheres apresentaram a quebra do coco babaçu e também ofereceram bolo e mingau de mesocarpo. Essa semana a assessoria técnica do MIQCB e a coordenação irá se reunir com a equipe do INTERPI, em Teresina, para continuar o diálogo do território Santa Rosa.

marca do MIQCB

MIQCB

MOVIMENTO INTERESTADUAL DAS QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU

Rua da Palma, nº. 489 - Centro Histórico

São Luís - Maranhão

CEP: 65010-440

Contato:

Fone: (98) 3268-3357

E-mailmiqcb@miqcb.org.br


Intranet

Copyright - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por TODAYHOST