Conquista inédita! Centro de Formação das quebradeiras de coco é inaugurado em São Luís-MA

Após muitos anos de luta, quebradeiras de coco dos estados do Maranhão, Pará, Tocantins, Piauí celebraram, nesta terça-feira (02/05/23), a inauguração do Centro de Formação das Quebradeiras de Coco Babaçu. A solenidade de inauguração e a aula magna foi realizada no Auditório do Convento das Mercês, bairro Desterro, Centro Histórico de São Luís (MA).

O público-alvo do Centro de Formação são mulheres quebradeiras de coco babaçu adultas e jovens, quilombolas, indígenas, agroextrativistas e jovens originários destas famílias e residentes nas comunidades tradicionais.

A coordenadora geral do MIQCB, Maria Alaídes explicou que o Centro de Formação será um espaço de aprendizado e de educação contextualizada. “Celebrar a inauguração do Centro de formação, significa celebrar a realização de um sonho que vinha sendo construído desde 1991.Teremos uma educação contextualizada, que dialogue com nosso modo de vida, nossas lutas e a nossa vivência em nossos territórios”, declarou Maria Alaídes.

A aula magna foi ministrada pelo professor Alfredo Wagner Almeida, cujo tema foi: A Fala e a Escrita na Resistência Coletiva das Quebradeiras de Coco Babaçu. O professor Alfredo é antrópologo, pesquisador, pós doutor, coordenador do projeto Nova Cartografia Social da Amazônia e professor da Universidade Federal do Amazonas.

“Há muitos anos acompanho e participo da luta dessas mulheres e, hoje, ministrar a aula magna da primeira turma do Centro de Formação é uma alegria imensa. Me sinto honrado em fazer parte dessa história”, declarou, o professor.

Maria Gorete, representante do MST, participou da solenidade de abertura e compartilhou a experiencia do MST com o Centro de Formação Escola Nacional Florestan Fernandes. “Um importante espaço político-pedagógico onde é possível construir sujeitos anticapitalistas, antirracistas e antipatriarcais, promovendo práticas pedagógicas que visam à transformação social”, frisou, Gorete.

Participaram do evento representantes do poder público, da sociedade civil, as coordenadoras do Miqcb e as 30 alunas da primeira turma.

Centro de Formação– O Centro de Formação é uma iniciativa do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu-MIQCB, por meio do Projeto Floresta de Babaçu em Pé e conta com financiado pelo Fundo Amazônia e gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A primeira turma contou com 30 participantes, com idades de 29 a 70 anos. A segunda terá 30 jovens, de 17 a 28 anos dos estados do Maranhão, Pará, Tocantins e Piauí, estados de atuação do MIQCB. O curso terá carga horária total de 300 horas/aula de formação, compreendendo três dimensões do processo formativo da pedagogia da alternância: tempo escolar, tempo comunidade e intercâmbios. Ou seja, serão 180 horas aulas presenciais em São Luís, 96 horas na comunidade e 24 horas de intercâmbio nas regionais do Movimento.

Só este ano de 2023 a meta é capacitar 60 pessoas entre jovens e adultos nos temas: elaboração, implementação e gestão de projetos socioambientais; auto-organização das mulheres, das juventudes, movimentos sociais e do MIQCB e; direito à alimentação saudável e direitos dos povos tradicionais e camponeses.

A primeira turma tiveram aulas em São Luís entre os dias 02 a 06 de maio e aprenderam sobre:

1- Projetos socioambientais: concepções, tipos e dimensões sociais, ambientais, econômicas, políticas, etnias e culturais;

2 – Organização da Produção: Associativismo Solidário e Cooperativismo Solidário

3 – Gestão de projetos e de empreendedorismo.